Pacientes com Covid-19 longa podem ter mais de 200 sintomas

São 203 sintomas ao todo os que os pacientes com Covid-19 prolongada podem apresentar. Os efeitos podem fazer-se sentir por, pelo menos, sete meses.

O maior estudo feito acerca da síndrome de Covid-19 longa já identificou mais de 200 sintomas, levando os investigadores a sugerir a organização de um programa nacional de triagem no Reino Unido. A investigação permitiu apurar que, desde a névoa cerebral e alucinações aos tremores e zumbidos, a doença faz-se sentir em dez dos sistemas do corpo, e um terço dos sintomas continuou a afetar os pacientes durante pelo menos seis meses.

As conclusões do estudo também levaram os investigadores a pedir que as análises clínicas para avaliar pacientes com suspeita de Covid-19 prolongada fossem estendidas além dos testes cardiovasculares e de função pulmonar.

Athena Akrami, neurocientista da University College London e uma das autoras do estudo, admite agora, em declarações ao jornal The Guardian, que as unidades de saúde devem concentrar-se, não só na reabilitação respiratória, mas também para outros problemas para os quais é necessário "fornecer uma abordagem mais holística". Ainda a experienciar sintomas de Covid-19 longa, 16 meses depois de ser infectada com o coronavírus, a neurocientista considera "provável que haja dezenas de milhares de pacientes" com este problema "a sofrer em silêncio, sem saber se os seus sintomas estão relacionados com a Covid-19".

Publicado na revista médica Lancet, o estudo analisou 3762 pessoas, de 56 países, com suspeitas ou confirmação de Covid-19 prolongada. Foram identificados ao todo 203 sintomas, dos quais 66 foram detetados ao longo de sete meses.

CONSULTE AQUI O ESTUDO

Os sintomas mais comuns foram a fadiga, o mal-estar pós-esforço (em que a saúde das pessoas piora após esforços físicos ou mentais) e a "névoa" mental. Alucinações visuais, tremores, coceira na pele, alterações no ciclo menstrual, disfunção sexual, palpitações cardíacas, problemas de controlo da bexiga, herpes, perda de memória, visão turva, diarreia e zumbidos são outros sintomas assinalados.

Depois de seis meses, a maioria dos sintomas são sistémicos - febre, fadiga, mal-estar pós-esforço - e neurológicos - afetam o cérebro, a medula espinhal e os nervos. Um total de 2454 pacientes com Covid-19 longa ao fim de seis meses reportaram uma média de 13,8 sintomas durante o sétimo mês.

Nove sistemas do organismo foram afetados, em média. Mais de um quinto dos pacientes (22%) disseram-se incapazes de trabalhar, tendo sido dispensados, apresentado baixa ou tendo-se mesmo despedido. Já 45% destas pessoas solicitou um horário de trabalho reduzido.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de