Pai de Boris Johnson pediu nacionalidade francesa

Stanley Johnson, escritor e antigo deputado conservador, disse numa declaração em francês que "será sempre" europeu.

O pai do primeiro-ministro britânico, Stanley Johnson, iniciou o procedimento para obter a nacionalidade francesa e assegurou à imprensa que se sente europeu.

"Não é uma questão de me tornar francês. Se bem entendi, já o sou. A minha mãe nasceu em França, a sua mãe era francesa e o seu avô era francês. Para mim é uma questão de recuperar o que já sou e é por isso que estou feliz", disse Stanley Johnson à estação de rádio francesa RTL.

O escritor e antigo deputado conservador disse numa declaração em francês que "será sempre" europeu.

"Não podemos dizer ao inglês: você não é europeu. A Europa será sempre mais do que o mercado comum e a União Europeia", defendeu Stanley Johnson a horas da formalização da saída do Reino Unido do bloco europeu, mas considerou que "ter uma ligação com a União Europeia é importante".

O primeiro-ministro, o eurocético Boris Johnson, que fez do Brexit o centro das suas políticas, mantém divergências com a sua própria família sobre a separação de Bruxelas.

O seu pai votou contra os Brexit e os seus irmãos, a jornalista Rachel Johnson e o também político Jo Johnson, manifestaram o desejo de que o Reino Unido continuasse a fazer parte da União Europeia.

O Reino Unido corta os laços com a União Europeia esta quinta-feira às 23h00 (24h00 hora de Bruxelas), quase um ano depois de deixar oficialmente o bloco de 27 países na sequência de um referendo popular em 2016, deixando de ter acesso ao mercado único e de estar sujeito ao Tribunal Europeu de Justiça.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de