Pandemia matou entre 80.000 e 180.000 profissionais de saúde

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde explica que é fundamental que os profissionais de saúde "sejam vacinados prioritariamente".

Entre 80.000 e 180.000 profissionais de saúde morreram de Covid-19 entre janeiro de 2020 e maio deste ano, segundo uma estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgada esta quinta-feira.

"É por isto que é essencial que os profissionais de saúde sejam vacinados prioritariamente. Os dados de 119 países mostram que, em média, dois profissionais de saúde em cada cinco no mundo estão inteiramente vacinados", declarou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, ao apresentar os dados.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de