Papa incentiva jovens a abrirem "coração a outras culturas"

O pontífice sublinha o facto de haver já 400 mil jovens inscritos para a Jornada Mundial da Juventude de Lisboa.

O Papa Francisco exortou esta sexta-feira os jovens participantes na Jornada Mundial da Juventude de Lisboa a que "abram o coração a outras culturas" e a que "aprendam a olhar para o horizonte, a olhar para mais além".

Numa mensagem de vídeo divulgada pela organização da Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 (JMJLisboa2023), o pontífice sublinha o facto de haver já 400 mil jovens inscritos para o encontro a realizar em Lisboa, afirmando que se alegra "que tantos jovens venham porque necessitam de participar".

"Alguns dirão 'eu vou por turismo'.... Mas o jovem que vem é porque, no fundo, tem sede de participar, de partilhar, de contar a sua experiência e receber a experiência do outro. Tem sede de horizontes", afirmou o Papa Francisco, apelando a que os jovens "não levantem uma parede" diante das suas vidas, pois sós o horizonte os faz crescer.

Na mensagem, Francisco pede a que os jovens olhem "sempre para o horizonte com os olhos, mas olhem sobretudo com o coração".

"Abram o coração a outras culturas, a outros rapazes, a outras raparigas, que vêm também a esta Jornada. Preparem-se para isto: para abrirem horizontes, para abrirem o coração", acrescentou o Papa, agradecendo aos 400 mil jovens que já se inscreveram e manifestando o desejo de que "outros sigam o (...) exemplo".

"Rezem por mim, que eu rezo por vós. E não se esqueçam: paredes não, horizontes sim", conclui o Papa na sua mensagem de cerca de dois minutos.

Lisboa foi a cidade escolhida pelo Papa Francisco para a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude, que vai decorrer entre os dias 01 e 06 de agosto deste ano, com as principais cerimónias a terem lugar no Parque Tejo, a norte do Parque das Nações, na margem ribeirinha do Tejo, em terrenos dos concelhos de Lisboa e Loures.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, tendo já passado por Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

A edição deste ano, que será encerrada pelo Papa, esteve inicialmente prevista para 2022, mas foi adiada devido à pandemia de Covid-19.

O Papa Francisco foi a primeira pessoa a inscrever-se na JMJLisboa2023, no dia 23 de outubro de 2022, no Vaticano, após a celebração do Ângelus. Este gesto marcou a abertura mundial das inscrições para o encontro mundial de jovens com o Papa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de