Jovens britânicos vacinados recebem bónus em aplicações de encontros

Aplicações de encontros como o Tinder, o Hinge ou o Bumble oferecem benefícios aos utilizadores que já foram vacinados. Como as aplicações são usadas em larga escala pelos jovens, as autoridades governamentais e de saúde esperam que os incentivos venham a demonstrar eficácia entre as camadas etárias mais baixas, nas quais a adesão à vacina é mais reduzida.

A ideia de incentivo começou com Israel a tornar as vacinas contra a Covid-19 obrigatórias para ir ao bar e receber pizza e cerveja grátis. Agora as autoridades britânicas esperam que os jovens se sintam ainda mais incentivados para a toma da vacina com o aumento das probabilidades de conseguirem um encontro amoroso.

O Departamento de Saúde e Assistência Social (DHSC) uniu-se às mais populares aplicações de encontros para incentivar a adesão ao programa, adianta o jornal The Guardian. A política coincide com o lançamento da fase de vacinação para menores de 30 anos, previsto já para esta semana.

Os utilizadores de aplicações como o Tinder, Match, Hinge, Bumble, Badoo, Plenty of Fish, OurTime e Muzmatch poderão usufruir de uma série de benefícios se adicionarem o estado de vacinação ao perfil, incluindo etiquetas e adesivos virtuais.

A maioria das aplicações também oferece às pessoas vacinadas bónus gratuitos, como um certo destaque, que promove estes perfis para datas potenciais, com a perspetiva de uma maior participação no "verão do amor". O sistema é voluntário, sem qualquer verificação do sistema britânico de saúde, e, por isso, baseado na confiança.

Como estas aplicações são usadas em larga escala pelos jovens, as autoridades governamentais e de saúde esperam que os incentivos venham a demonstrar eficácia entre as camadas etárias mais baixas, nas quais a adesão à vacina é mais reduzida.

Já em março o Governo argumentou que tornar os certificados da Covid obrigatórios (com prova de vacinação, um teste Covid negativo recente ou um teste de anticorpos positivo) para pessoas que frequentam pubs e outros locais públicos seria uma boa forma de incentivar os mais jovens a vacinarem-se. No entanto, esses certificados já não deverão ser introduzidos.

O Muzmatch, uma das aplicações que estão em colaboração com as autoridades britânicas de saúde, é um site especialmente direcionado para muçulmanos solteiros, grupo no qual o Governo pretende promover a vacinação, já que os estudos mostram um maior ceticismo entre os negros e descendentes do Sul da Ásia em relação às vacinas.

No Tinder, onde os utilizadores "deslizam" fotografias na esperança de conseguir uma correspondência, as pessoas poderão adicionar adesivos virtuais, com a inscrição "Estou vacinado". Os que adicionarem essa atualização receberão um "super like" gratuito para impulsionar o seu perfil.

Uma abordagem semelhante foi adotada pelos Estados Unidos no último mês, com a Casa Branca a celebrar uma parceria com aplicações de encontros.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de