Pelo menos 12 mortos em inundações no Afeganistão

As chuvas vão continuar a causar inundações esta terça e na quarta-feira, de acordo com as previsões meteorológicas.

Pelo menos doze pessoas morreram, incluindo quatro crianças, após inundações repentinas causadas por fortes chuvas no oeste do Afeganistão, onde também centenas de animais morreram e plantações foram destruídas.

As inundações causadas pelas fortes trombas de água que caíram na noite de segunda-feira afetaram principalmente o distrito de Adraskan, na província de Herat, disse o porta-voz do governador da província, Jailani Farhad, à agência de notícias EFE.

"Neste distrito, morreram doze pessoas, incluindo quatro crianças e uma mulher", explicou Farhad, acrescentando que centenas de animais também morreram e várias plantações foram completamente destruídas, afetando as economias familiares.

As autoridades provinciais criaram uma comissão para responder a esta catástrofe em Herat, especialmente para fornecer ajuda de emergência à população dos distritos mais afetados.

As inundações devido às fortes chuvas ocorreram apenas alguns dias depois de o Serviço de Meteorologia do Afeganistão ter alertado para a possibilidade de chuvas fortes e inundações em 15 das 34 províncias do país asiático.

As chuvas vão continuar a causar inundações esta terça e na quarta-feira em pelo menos 23 das 34 províncias, de acordo com o serviço de Meteorologia.

O Afeganistão sofre frequentemente desastres naturais que causam muitas perdas de vidas, como os deslizamentos de terra que mataram 2.000 pessoas em maio de 2014 no nordeste do país, uma situação agravada por quase duas décadas de guerra.

Em agosto passado, as inundações provocadas por fortes chuvas que atingiram uma dúzia de províncias afegãs causaram quase 200 mortes e também destruíram mais de mil casas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de