Pelo menos 20 mortos em naufrágios nas costas da Líbia e Tunísia

Foram resgatados com vida mais de 40 migrantes que foram transportados para terra e enviados para centros de detenção.

Pelo menos 20 pessoas morreram, no fim de semana, nas costas da Tunísia e da Líbia, quando dois barcos naufragaram ao cruzar o Mediterrâneo, antes de chegarem irregularmente à costa da Europa.

De acordo com um comunicado do Ministério da Defesa da Tunísia, a Guarda Costeira tunisina recuperou oito cadáveres na madrugada de sábado em frente ao porto de Sfax, a segunda maior cidade do país, e conseguiu resgatar outras 43 pessoas que estavam à deriva num barco que tinha partido horas antes de uma das praias da região.

Os sobreviventes foram levados para terra e receberam os primeiros socorros antes de serem enviados para centros de detenção para passar pela quarentena devido à pandemia de Covid-19 e transferidos para as autoridades judiciais para processamento.

De acordo com a nota ministerial, na madrugada de sábado, as forças da marinha tunisina detiveram 16 pessoas em Sfax e na capital por alegada relação com máfias de tráfico de seres humanos.

Fontes de segurança da Líbia relataram que pelo menos 12 pessoas perderam a vida no mar, no domingo, quando um bote de borracha naufragou na cidade de Melitah, localizada a 100 quilómetros a oeste de Trípoli.

Segundo as autoridades líbias, os mortos são 11 cidadãos marroquinos e um egípcio que embarcaram com dezenas de outros imigrantes, que conseguiram ser resgatados.

O naufrágio ocorreu de madrugada a poucos quilómetros da costa, o que facilitou os esforços de resgate, explicou responsável de segurança da vizinha cidade de Zuwara, um dos principais centros de operações das máfias dedicadas ao tráfico de pessoas no mediterrâneo central.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de