Pelo menos 27 feridos em confrontos entre israelitas e palestinianos em Jerusalém

A organização não-governamental Crescente Vermelho ​​​​​​​afirma que onze dos feridos necessitaram de receber tratamento hospitalar.

Novos confrontos esta sexta-feira entre a polícia israelita e palestinianos na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém, causaram pelo menos 27 feridos, dois deles em estado grave, indicou a organização não-governamental (ONG) Crescente Vermelho.

A ONG, federada com a Cruz Vermelha Internacional, indicou que 11 dos feridos necessitaram de receber tratamento hospitalar.

Segundo a polícia de Israel, centenas de pessoas começaram a revoltar-se durante as orações muçulmanas da madrugada, atirando pedras e fogo-de-artifício às forças de segurança, informou The Times of Israel.

As forças de segurança israelitas dizem que os oficiais esperaram que as orações terminassem e que as pessoas dispersassem antes de intervir, mas os confrontos intensificaram-se e deslocaram-se na direção do Muro das Lamentações.

"As forças policiais foram forçadas a utilizar meios de dispersão de motins e a fazer recuar a multidão", informou a força de segurança em comunicado.

Segundo a agência de notícias Wafa, forças israelitas invadiram a mesquita Al-Aqsa na terceira sexta-feira do Ramadão e franco-atiradores em telhados adjacentes dispararam balas de metal revestidas de borracha diretamente contra os fiéis.

Mais de 150 palestinianos ficaram feridos na sexta-feira da semana passada em confrontos com as forças israelitas, também na Esplanada das Mesquitas.

A escalada da violência ocorre durante o mês do Ramadão, um período habitualmente tenso entre palestinianos e israelitas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de