Pelo menos 35 mortos em naufrágio de embarcação com migrantes ao largo da Líbia

Esta é a mais recente tragédia que envolve a morte de migrantes que partiram do Norte de África.

O naufrágio ocorreu na sexta-feira perto da cidade líbia de Sabratha, um importante local para a saída de migrantes africanos que iniciam aí uma travessia pelo mar Mediterrâneo, afirmou a Organização Internacional para as Migrações (OIM), citada pela Associated Press (AP).

A OIM disse ter retirado o corpo de seis migrantes e que outros 29 estavam desaparecidos, suspeitando-se de que terão morrido.

Ainda não é conhecida a razão que levou ao naufrágio do navio.

Esta é a mais recente tragédia que envolve a morte de migrantes que partiram do Norte de África. Segundo a OIM, na semana passada estima-se que pelo menos 53 pessoas tenham morrido ao largo da Líbia.

"Uma capacidade dedicada para busca e resgate e um mecanismo para o desembarque seguro são urgentemente necessários para prevenir mais mortes e dor", afirmou a OIM.

Investigações solicitadas pelo organismo encontraram provas de possíveis crimes contra a humanidade cometidos na Líbia contra migrantes detidos em prisões públicas e às mãos de traficantes de seres humanos.

Mais de 123 mil migrantes desembarcaram em Itália em 2021, provenientes da Líbia ou Tunísia, depois de cerca de 95 mil em 2020, segundo o Alto-Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR).

Em 2021, foram reportadas mais de duas mil mortes e desaparecimentos no Mediterrâneo, depois de 1.401 em 2020, também segundo o ACNUR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de