Pelo menos 364 civis mortos e 759 feridos desde início da invasão

A ONU acredita que os números reais são consideravelmente maiores.

Pelo menos 364 civis ucranianos morreram e 759 ficaram feridos na sequência da invasão russa da Ucrânia, de acordo com o balanço divulgado este domingo pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

O Alto Comissariado, que usa uma metodologia rigorosa e apenas reporta as vítimas que consegue confirmar, diz acreditar que os números reais são consideravelmente maiores, "especialmente em território controlado pelo Governo e particularmente nos últimos dias".

Isto porque "o fluxo de informações sofreu atrasos devido aos combates" em curso e "muitos pormenores sobre as vítimas ainda estão à espera de verificação".

As autoridades ucranianas apresentaram números muito mais elevados.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que, segundo as autoridades de Kiev, já fez mais de 2.000 mortos entre a população civil.

Os ataques provocaram também a fuga de mais de 1,5 milhões de pessoas para os países vizinhos, de acordo com a Organização das Nações Unidas.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de