Podemos vê coligação como única via para formar Governo

Líder do partido, Pablo Iglesias, espera que os espanhóis já tenham Governo na véspera de Natal.

O secretário-geral do Unidas Podemos, Pablo Iglésias, encara com otimismo o desfecho da solução para a formação de um Governo de coligação e descarta outro cenário que não o de uma coligação.

"Espero que na véspera do Natal os espanhóis possam jantar já com um Governo", disse esta semana, citado pela Efe, Pablo Iglésias, mostrando um otimismo que é partilhado pelo núcleo duro da coligação.

Entre todos os desfechos considerados pelo Unidas Podemos nenhum contempla a possibilidade de o partido independentista catalão ERC dificultar a investidura de Pedro Sánchez como primeiro-ministro de um Governo de coligação que terá Pablo Iglésias como vice-presidente.

A abstenção do ERC é essencial para a investidura do próximo Governo em Espanha, mas o partido recusa apoiar a solução de coligação do PSOE (socialistas) e do Unidas Podemos (extrema-esquerda) solução enquanto o Partido Socialista Operário Espanhol resistir a "abandonar a via repressiva" na Catalunha.

No dia 12 de novembro os líderes do PSOE e do Unidas Podemos, Pedro Sánchez e Pablo Iglesias, assinaram, em Madrid, um pré-acordo para a formação de um Governo de coligação "progressista".

"Os espanhóis falaram e cabe aos partidos responder à sua vontade", disse Pedro Sánchez depois de assinar o documento, enquanto Pablo Iglesias realçou a honra que constitui para a sua formação fazer parte do Governo.

Neste contexto, o secretário-geral do PSOE recordou aos independentistas da ERC, de quem precisa para ser investido primeiro-ministro, que a coligação que lidera é a única que aposta no diálogo "dentro da Constituição" para resolver a crise política na Catalunha.

Pedro Sánchez, que também é o atual primeiro-ministro em funções, tem apelado à "responsabilidade" e "generosidade" de todas as forças políticas no sentido de não bloquearem o acordo de um Governo de coligação com o Unidas Podemos (extrema-esquerda).

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de