Autor do ataque na London Bridge tinha 28 anos. Esteve preso por terrorismo

Polícia não está à procura de mais suspeitos.

A polícia britânica já identificou o autor do ataque que, esta sexta-feira, fez dois mortos - um deles o próprio - e três feridos. Trata-se de Usman Khan, um britânico de origem paquistanesa, de 28 anos, que estava em liberdade há um ano, depois de ter sido considerado culpado de ofensas terroristas e conspiração, tendo planeado um ataque à Bolsa de Londres.

"Este indivíduo era conhecido das autoridades, tendo sido condenado em 2012", informou o chefe da polícia antiterrorismo britânica, Neil Basu, em comunicado. Em 2013, Khan recorreu da decisão e viu a pena reduzida para 16 anos.

"Foi libertado da prisão em dezembro de 2018, em liberdade condicional, e agora é claramente necessário um inquérito que permita perceber como levou a cabo este ataque", explicou.

Em entrevista à BBC, o ministro-adjunto do Interior, Brandon Lewis, afirmou que "há condições em que são colocadas as pessoas nesta situação". Lewis explica que a polícia vai agora "analisar essas condições no âmbito da investigação".

Na mesma entrevista, o responsável do Governo britânico garante que a polícia não está à procura de qualquer outro suspeito e que vão ser anuladas algumas das ações de campanha que estava marcadas para este sábado com vista às eleições do próximo mês.

O presidente da câmara de Londres, Sadiq Khan, já garantiu que o número de polícias nas ruas da cidade vai ser reforçado nos próximos dias.

O ataque aconteceu pouco antes das 14h desta sexta-feira, na zona de Fishmongers' Hall, junto da London Bridge, o centro do distrito financeiro da cidade de Londres. O ataque fez duas vítimas mortais - uma delas é o autor - e três feridos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de