Polícia japonesa investiga furto de diamante avaliado em 1,6 milhões de euros

A peça, rara, foi apresentada durante uma feira no centro de exposições Pacifico em Yokohama, um subúrbio de Tóquio.

A polícia japonesa está a investigar o furto de um diamante de 50 quilates, no valor de 1,6 milhões de euros, furtado numa exposição de joias em Yokohama.

"Acreditamos que foi furtado da vitrina onde se encontrava exposto", disse esta sexta-feira um porta-voz da polícia à agência de notícias France-Presse.

A peça, rara, foi apresentada durante uma feira no centro de exposições Pacifico em Yokohama, um subúrbio de Tóquio.

Segundo o canal público NHK, o furto aconteceu no final do dia de quinta-feira por um funcionário que também notou que a vitrina se encontrava aberta.

O diamante pertence a uma empresa japonesa e foi o único objeto a ser furtado durante a exposição, que termina esta sexta-feira.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados