Polónia fecha parte da fronteira com a Bielorrússia

A fronteira foi fechada logo ao nascer do dia, junto ao local onde estão acampados quatro mil migrantes que querem sair da Bielorússia. O primeiro-ministro polaco justificou o encerramento de parte da fronteira dizendo que está em causa a estabilidade e a segurança de toda a União Europeia.

O primeiro-ministro polaco, Mateusz Morawiecki, disse esta terça-feira que a crise migratória na fronteira com a Bielorrússia ameaça a "estabilidade e a segurança de toda a União Europeia".

"Fechar a fronteira polaca é uma questão de interesse nacional. Mas atualmente é a estabilidade e a segurança de toda a União Europeia que está em jogo", escreveu o chefe do Governo polaco através da rede social 'Twitter'.

As questões relacionadas com os fluxos migratórios através do território da Bielorrússia têm vindo a agravar-se, sobretudo na Polónia que tem reiterado as acusações contra Minsk de estar a provocar uma crise de refugiados e de migrantes nos países do leste da Europa.

Por outro lado a Bielorrússia disse esta terça-feira que as acusações de Varsóvia sobre o envolvimento de Minsk na passagem de migrantes para território polaco não têm fundamento.

"O Ministério da Defesa da Bielorrússia considera as acusações polacas sem fundamento e sem justificação", indicou o Governo de Minsk num comunicado acrescentando que a Polónia está "deliberadamente" a provocar a tensão na fronteira.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de