Portuguesa no Líbano: "Os nossos vidros partiram-se"

Rita Dieb explica que a zona onde ocorreu a explosão esta tarde em Beirute é muito frequentada e teme que haja inúmeras vítimas.

Uma portuguesa que reside na capital do Líbano descreve o forte impacto causado pela explosão ocorrida esta tarde na zona portuária de Beirute. As causas do incidente ainda não são conhecidas.

Em declarações à TSF, Rita Dieb afirma que estava a dez minutos do local da tragédia e que a explosão partiu os vidros.

"Estou a 10 minutos de Beirute. É mais ou menos uma zona residencial. Posso-lhe dizer que os nossos vidros caíram, só para terem a noção da intensidade [da explosão], disse a portuguesa à TSF.

Rita Dieb explica que a zona onde ocorreu a forte explosão é habitualmente muito frequentada. "Tem residências, tem lojas, é uma zona muito movimentada. É onde estão situados vários centros comerciais e tenho conhecimento através de familiares que estão a ajudar a retirar feridos que houve muita destruição. Estamos a ouvir ambulâncias", relatou a portuguesa, sublinhando que há escassez de informação.

De acordo com as agências internacionais, pelo menos 10 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas. Segundo as equipas de emergência e repórteres no terreno, os hospitais estão a acolher dezenas de feridos que foram atingidos por vidros e destroços que se soltaram com o impacto da forte explosão.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de