Preços da eletricidade, gás natural e petróleo disparam face ao perigo de ataque iminente à Ucrânia

Com a possibilidade de um conflito na Europa, o gás e a eletricidade estão a ser negociados com preços mais caros, mais precisamente 10% acima dos valores habituais. O receio de que um conflito possa afetar o fornecimento de energia já se está a fazer sentir.

A Rússia é a principal fonte de gás natural na Europa, e, sendo que um terço das exportações é feito através de solo ucraniano, uma guerra pode pôr em causa a chegada de gás ao resto da Europa.

A agência Bloomberg indica ainda que o stock de gás natural na Europa está já num nível significativamente baixo e com preços já quatro vezes acima do que é normal nesta altura do ano.

O gás natural na Europa está a avançar 14% esta manhã, para 88 euros/MWh, o valor mais elevado desde 31 de janeiro. Já a eletricidade na Alemanha disparou 11%, para 177 euros/MWh.

No mercado ibérico, o MWh atingiu, nesta segunda-feira, os 183 euros.

A situação da Ucrânia está também a afetar o mercado do petróleo. O Brent do Mar do Norte, que serve de referência ao bloco europeu, atingiu nesta segunda-feira a marca dos 96 dólares/barril, o máximo desde 2014.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de