Presidente do Governo catalão condenado pelo crime de desobediência

Quim Torra fica inibido do exercício de funções públicas durante dezoito meses, mas já avisou que não tenciona acatar a sentença.

O atual líder do governo da Catalunha, Quim Torra, foi condenado a um ano e meio de inibição no exercício de funções.

A decisão é do Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, que considerou Quim Torra culpado do crime de desobediência, por ter recusado retirar os laços amarelos dos edifícios públicos, durante a campanha eleitoral.

Quim Torra já disse que não tenciona acatar a condenação de um tribunal que "tem motivações políticas".

Num discurso feito na sede do Governo, o presidente da Generalitat, Quim Torra, garantiu que vai permanecer no cargo enquanto não se esgotarem as possibilidades de recurso.

Os laços amarelos simbolizavam a luta pela libertação dos políticos independentistas.

Além de impedido de exercer funções durante um ano e meio, Quim Torra terá de pagar uma multa de 30 mil euros, mas pode ainda recorrer para o Supremo Tribunal catalão.

Notícia atualizada às 13h45

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de