Elisabeth Borne assume chefia do Governo em França. É a primeira mulher em 30 anos

Jean Castex esteve menos de dois anos à frente do Governo de França. Presidente Macron já lhe agradeceu o trabalho desenvolvido durante este período. Borne ficará até às próximas eleições.

Jean Castex renunciou ao mandato de primeiro-ministro francês, três semanas após a reeleição do Presidente Emmanuel Macron. De acordo com o jornal francês Le Monde, que cita o Eliseu, a renúncia foi entregue esta segunda-feira. Elisabeth Borne assume a chefia do Governo.

"O senhor Jean Castex apresentou hoje a demissão do governo ao Presidente da República, que a aceitou, disse a presidência em comunicado. Assegura, com os membros do Governo, a tramitação até à nomeação do novo Executivo", lê-se na comunicação da Presidência francesa.

A ministra do Trabalho, do Emprego e da Integração, Elisabeth Borne, vai suceder a Jean Castex no cargo e ficará apenas até às próximas eleições. É a segunda mulher a liderar o Governo francês, depois de Édith Cresson ter governado de maio de 1991 a abril de 1992.

Jean Castex foi nomeado chefe do Governo francês em julho de 2020. Após menos de dois anos em Matignon, o governante renuncia ao cargo, para o segundo mandato do Presidente Emmanuel Macron.

Macron já reagiu no Twitter à demissão de Jean Castex. Numa publicação feita na rede social, o Presidente francês agradeceu a Castex e à sua equipa no Governo, pela paixão e compromisso" que demonstrou ao "serviço da França", mostrando-se orgulhoso do trabalho feito "em conjunto".

*Notícia atualizado 17h45

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de