Príncipe André vai ser julgado por abuso sexual. Juiz recusa arquivar o caso

O duque de Iorque foi acusado por Virginia Giuffre de ter "cometido abuso sexual e agressão", enquanto a mulher era ainda adolescente.

O príncipe André, filho de Isabel II e duque de Iorque, vai mesmo responder em tribunal à acusação de abuso sexual a Virgina Giuffre. O juiz norte-americano Lewis Kaplan recusou arquivar o caso, depois de os advogados do duque terem pedido o arquivamento do caso e de ouvir os advogados de ambos os lados.

Isto significa, de acordo com a Sky News, que o duque de Iorque vai a julgamento ainda este ano.

Recorde-se que Vigina Giuffre - antes conhecida como Virginia Roberts - acusou o príncipe André de ter "cometido abuso sexual e agressão" em 2001, quando Virignia ainda era adolescente.

A mulher alega que foi traficada por Jeffrey Epstein, bilionário norte-americano que se enforcou na prisão quando estava acusado de controlar um esquema de tráfico e abuso sexual de menores, para ter relações sexuais com o duque de Iorque quando tinha 17 anos.

Os advogados do príncipe André pediram que o processo civil em Nova Iorque fosse arquivado depois de argumentar que Virginia Giuffre renunciou ao direito de processá-lo quando assinou um acordo de 500 mil dólares com Epstein.

O príncipe André sempre negou as acusações de Virgina Giuffre, mas as ligações a Epstein deterioraram a sua reputação e levaram-no a abdicar dos seus deveres reais.

Por outro lado, Virginia Giuffre tem agora 38 anos, é advogada e defende vítimas de tráfico e abuso sexual.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de