Província chinesa de Guangdong deteta nove casos locais

A China registou ainda 15 casos positivos, entre viajantes oriundos do exterior.

A província chinesa de Guangdong, que faz fronteira com Macau e Hong Kong, detetou nove casos locais de covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou esta sexta-feira a Comissão de Saúde da China.

Guangdong detetou dezenas de infeções locais desde 21 de maio passado, situação que levou as autoridades locais a impor, esta semana, restrições à circulação interna de pessoas, ao ditar que quem quiser sair da província deve fazer um teste à covid-19, e a isolar bairros inteiros.

A China registou ainda 15 casos positivos, entre viajantes oriundos do exterior, nas cidades de Xangai (leste) e Pequim (norte) e nas províncias de Guangdong (sudeste), Sichuan (centro), Yunnan (sudoeste), Mongólia Interior (norte), Zhejiang (leste) e Shaanxi (centro).

As autoridades sanitárias também indicaram terem detetado 21 novas infeções assintomáticas, uma por contágio local em Guangdong e as restantes importadas, embora Pequim não as inclua como casos confirmados, a menos que manifestem sintomas.

A Comissão de Saúde da China adiantou que o número total de casos ativos é de 371, entre os quais oito em estado grave.

Desde o início da pandemia de covid-19, o país registou 91.194 casos da doença e 4.636 mortos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 3.693.717 mortos no mundo, resultantes de mais de 171,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.029 pessoas dos 851.031 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de