Qatar Airways processa Airbus por degradação acelerada do modelo A350

A transportadora foi obrigada a aterrar este modelo de avião, por causa da "degradação acelerada" das fuselagens.

A companhia aérea Qatar Airways abriu segunda-feira vários processos judiciais contra a Airbus, no Supremo Tribunal do Reino Unido, devido à degradação acelerada de uma frota de 21 aeronaves A350, pedindo "uma investigação completa" à raiz do problema.

Em agosto, a Qatar Airways havia dito que foi forçada a aterrar aquele modelo de aeronave, devido à "degradação acelerada" das fuselagens em aviões de longo alcance, fazendo crescer as tensões com a fabricante europeia, sediada nos Países Baixos e com fábrica em França.

Embora a Airbus se tenha recusado a discutir especificamente a medida, a decisão da Qatar Airways de pousar o A350 levantou questões sobre fuselagem de fibra de carbono, projetada para tornar o avião mais leve e mais barato, queimando menos combustível.

Em comunicado, a companhia aérea catari disse que monitoriza há algum tempo a degradação a partir da tinta da fuselagem, descrevendo o problema como "significativo", sem apontar detalhes.

"Acreditamos fortemente que a Airbus deve realizar uma investigação completa deste problema", referiu esta terça-feira a transportadora.

A Qatar Airways possui uma frota de 53 Airbus A350 (séries 900 e 1000), tendo atualmente um pedido de 76 aeronaves à Airbus - o maior pedido de uma companhia aérea do mundo.

A Airbus recusou-se a comentar a imobilização de aeronaves por parte da Qatar Airways.

"Como fabricante líder de aeronaves, estamos sempre em negociações / trabalhar com os nossos clientes. As conversas são confidenciais. Não temos mais comentários sobre as operações do nosso cliente", indicou a Airbus em comunicado.

Atualmente, a Singapore Airlines é a maior operadora do modelo A350 do mundo, com 56 aeronaves na sua frota. A transportadora disse que "não teve os problemas relatados".

Nos Estados Unidos, a Delta Air Lines possui uma frota de 15 aviões A350.

O A350 tem um valor de mercado de até 366,5 milhões de dólares (cerca de 324,6 milhões de euros), embora os compradores obtenham descontos em negócios em grande quantidade.

O diretor executivo da Qatar Airways, Akbar al-Baker, é conhecido por ter uma abordagem conflituosa nas negociações com fabricantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de