Quadro clínico do Presidente do Brasil evolui "de forma satisfatória"

Os médicos dizem, no entanto, que o Presidente brasileiro "segue sem previsão de alta hospitalar".

A saúde do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que está internado desde a noite de quarta-feira no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, está "evoluindo de forma satisfatória clínico e laboratorialmente".

Num breve comunicado divulgado aos 'media', os médicos que acompanham o Presidente brasileiro informaram que "permanece o planeamento terapêutico previamente estabelecido" e frisaram que o Presidente brasileiro "segue sem previsão de alta hospitalar".

Antes deste boletim médico, o filho mais velho do chefe de Estado, Flávio Bolsonaro, informou na rede social Twitter que o estado do Presidente "evoluiu para melhor, acordou bem-disposto e, a continuar assim, não precisará fazer cirurgia".

Na manhã de quarta-feira, Bolsonaro foi internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sentir dores abdominais durante a madrugada.

Posteriormente, o Presidente brasileiro foi transferido de Brasília para um hospital de São Paulo, num avião da Força Aérea Brasileira (FAB), para ser avaliada a necessidade de passar por uma cirurgia de emergência depois de ter sido diagnosticado com uma obstrução intestinal.

Em causa está uma crise de soluços que o afeta há mais de uma semana e que lhe causou dores, de acordo com a Secretaria Especial de Comunicação do Governo.

O Presidente brasileiro responsabilizou o ataque à faca que sofreu em 2018, num ato de campanha eleitoral em Minas Gerais, pelos problemas de saúde que enfrenta.

Desde que assumiu o cargo presidencial, em janeiro de 2019, Bolsonaro teve vários problemas de saúde decorrentes do esfaqueamento, tendo passado por várias cirurgias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de