Raios matam sete pessoas durante temporal no centro de Moçambique

Parte das vítimas foi atingida em campos agrícolas e outra quando procurou abrigo debaixo de árvores face ao temporal com vento e chuva forte nos distritos de Chimoio, Gondola, Mossurize, Vanduzi e Macate.

Sete pessoas morreram atingidas por raios no distrito de Mossurize durante a passagem, quarta-feira, de um temporal que afetou cinco distritos da província de Manica, centro de Moçambique, anunciaram esta quinta-feira as autoridades.

Parte das vítimas foi atingida em campos agrícolas e outra quando procurou abrigo debaixo de árvores face ao temporal com vento e chuva forte nos distritos de Chimoio, Gondola, Mossurize, Vanduzi e Macate, disse Augusto Alexandre, delegado do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC) em Manica.

Além das mortes, os impactos preliminares incluem destruição de habitações em Gondola e de infraestruturas sociais como a escola secundária de Bengo e um edifício do Conselho Autárquico de Gondola.

"Há um trabalho de levantamento mais aprofundado que está a decorrer, com vista a salvaguardar a resposta imediata" afirmou Augusto Alexandre.

O dirigente do INGC referiu que a instituição fez um pré-posicionamento de alimentos e abrigos nos distritos afetados, para responder às necessidades de "apoio imediato" a famílias atingidas pelo temporal.

"Nas próximas 24 ou 72 horas vamos continuar a apoiar as famílias que ficaram afetadas, principalmente com recurso a abrigos, com destaque para rolos plásticos" usados como cobertura em casas de construção precária, adiantou.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inam) prevê a continuação de chuva nos próximos três dias na província de Manica.

Em 10 de outubro, um temporal matou oito pessoas e destruiu mais de 800 casas e serviços públicos nos distritos de Chimoio, Gondola e Vanduzi.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de