Registada segunda morte por Monkeypox em Espanha

País soma um total de 4298 casos confirmados da doença.

O Ministério da Saúde espanhol anunciou este sábado a segunda morte por Monkeypox no país, um dia após as autoridades espanholas terem confirmado o primeiro caso mortal, ocorrido na Comunidade Valenciana.

Segundo a agência EFE, até ao momento não foi divulgado o local do segundo falecimento, sendo que Espanha soma um total de 4298 casos confirmados da doença, conhecida como varíola dos macacos, segundo dados da Rede Nacional de Vigilância Epidemiológica (RENAVE).

Dados divulgados na sexta-feira pela RENAVE apontam que dos 3750 infetados para os quais há informações disponíveis, 120 foram hospitalizados (3,2%) e um morreu, tornando-se na primeira morte em Espanha por esta doença, declarada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma emergência internacional de saúde, tendo aconselhado, na quinta-feira, os homens que fazem sexo com outros homens a reduzirem o número de parceiros.

Mais de 18.000 casos de Monkeypox foram detetados em todo o mundo desde o início de maio passado, fora das áreas endémicas de África. Segundo a OMS, a doença foi relatada em 78 países até agora e 70% dos casos estão concentrados na Europa e 25% nas Américas.

Em Portugal foram confirmados 588 casos.

A doença, que tem o nome do vírus, foi identificada pela primeira vez em humanos em 1970 na República Democrática do Congo, depois de o vírus ter sido detetado em 1958 no seguimento de dois surtos de uma doença semelhante à varíola que ocorreram em colónias de macacos mantidos em cativeiro para investigação - daí o nome "Monkeypox" ("monkey" significa macaco e "pox" varíola).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de