Rei saudita demarca-se de autor de tiroteio em base aérea naval na Florida

O atirador foi abatido pelas forças de segurança após matar três pessoas.

O Rei saudita Salman bin Abdelaziz demarcou-se esta sexta-feira do autor do tiroteio numa base aérea naval em Pensacola, na Florida, que tinha nacionalidade saudita, e assegurou que este "não representa os sentimentos do povo" da Arábia Saudita.

"O Rei Salman de Arábia Saudita acaba de me ligar para expressar as suas sinceras condolências e para dar os seus pêsames aos familiares e amigos dos militares que foram assassinados e feridos", escreveu o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na sua conta na rede social Twitter.

De acordo com Donald Trump, o Rei Salman disse que o povo saudita "está muito incomodado com as ações bárbaras" do atacante, cuja identidade não foi divulgada, sabendo-se que é um saudita que estava a receber treino militar na base.

"Essa pessoa de nenhuma maneira representa os sentimentos do povo saudita, que ama o povo norte-americano", disse o Rei saudita, segundo as palavras de Trump.

Esta chamada para Donald Trump ocorreu pouco depois de o governador da Florida, Ron DeSantis, ter confirmado que o autor do tiroteio, que foi abatido pelas forças de segurança após matar três pessoas e ferir outras sete, pertencia à Força Aérea Saudita.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de