Reino Unido mobiliza caças para intercetar avião no Norte da Escócia

As autoridades britânicas, para já, não avançam grandes pormenores sobre a operação. Contudo, um site de aviação afirma ter identificado o aparelho como sendo russo. A Rússia tinha anunciado exercícios militares a 240 quilómetros a sudoeste da Irlanda.

Aviões militares britânicos intercetaram esta quarta-feira pelo menos um avião não identificado no Norte da Escócia, anunciou a força aérea do Reino Unido (RAF), depois de um site de aviação ter identificado o aparelho como sendo russo

Aos caças Typhoon da RAF, que descolaram da base militar Lossiemouth em Moray, Norte da Escócia, juntou-se um avião-tanque de reabastecimento Voyager, que partiu da base Brize Norton, no Sul de Inglaterra, segundo a agência de notícias espanhola EFE.

Fontes da RAF recusaram-se a fornecer mais pormenores sobre esta operação até à sua conclusão.

A plataforma de monitorização AirLive disse que um bombardeiro russo que se dirigia para sul estava a ser intercetado.

A Rússia anunciou que iria realizar exercícios militares a cerca de 150 milhas (cerca de 240 quilómetros) a sudoeste da Irlanda entre 01 e 05 de fevereiro.

As autoridades irlandesas disseram que não podiam impedir tais exercícios por serem em águas internacionais, mas criticaram a Rússia por realizá-los nas "fronteiras ocidentais" da União Europeia numa altura de elevada tensão sobre a Ucrânia.

O ministro dos Negócios Estrangeiros irlandês, Simon Coveney disse, em 24 de janeiro, que tinha comunicado o desagrado do Governo da Irlanda ao embaixador da Rússia em Dublin, Yuri Filatov.

Os incidentes com aviões militares ocorrem com alguma frequência e a RAF é chamada a intervir para intercetar aparelhos que se aproximam da chamada "área de interesse do Reino Unido".

Em novembro de 2021, a RAF mobilizou aviões de combate para intercetar bombardeiros estratégicos russos TU-160 Blackjack.

As autoridades disseram na altura que os caças escoltaram os aviões russos para fora da "área de interesse" e que os bombardeiros não tinham entrado no espaço aéreo britânico.

Uma área de interesse inclui o espaço aéreo internacional pelo qual um país detém alguma responsabilidade, tal como os serviços de controlo de tráfego aéreo, segundo a TV britânica Sky News.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de