Reino Unido regista 548 mortes e confirma tendência decrescente

Média dos últimos sete dias no território é de 444 mortes e 10.881 infeções.

O Reino Unido registou 548 mortes e 8.489 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, mantendo uma tendência decrescente, de acordo com dados publicados esta terça-feira pelo Governo britânico.

Na segunda-feira tinham sido notificadas 178 mortes e 10.641 casos, mas os valores relativos ao fim de semana são sistematicamente mais baixos devido ao atraso no processamento administrativo das ocorrências.

A média dos últimos sete dias é de 444 mortes e 10.881 infeções.

No total, morreram no Reino Unido 121.305 pessoas entre 4.134.639 casos de contágio confirmados desde o início da pandemia Covid-19, mas o balanço sobe para 135.613 mortes se forem somados os casos cujas certidões de óbito fazem referência ao novo coronavírus como fator contributivo.

Entre 17 e 23 de fevereiro houve uma redução de 28,4% de mortes de Covid-19 e de 11,8% no número de pessoas com um resultado de teste positivo confirmado em relação aos sete dias anteriores.

No domingo, data dos dados mais recentes disponíveis, estavam hospitalizadas 16.797 pessoas, mantendo a tendência decrescente.

Até agora, 17.916.181 pessoas receberam a primeira dose de uma vacina contra o novo coronavírus, das quais 642.788 receberam uma segunda dose, a qual é administrada com um intervalo de até 12 semanas.

Hoje, a chefe do Governo escocês, Nicola Sturgeon, revelou o plano para o desconfinamento, que inclui o regresso faseado às aulas ainda em março, o fim da mensagem para 'ficar em casa' em 05 de abril e a possibilidade de reabertura do comércio não essencial e restauração no final do mesmo mês.

Na segunda-feira, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou que lojas, cabeleireiros, ginásios e esplanadas em Inglaterra poderão reabrir a 12 de abril como parte de um plano de quatro etapas para aliviar o confinamento em vigor desde janeiro.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos, 2.474.437 mortos no mundo, resultantes de mais de 111 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.086 pessoas dos 799.106 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de