Reportagem TSF em Kiev. De Lenine à liberdade, o que se segue no monumento?

Durante 70 anos, a Ucrânia esteve sob controlo soviético, inserida na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. Lenine ocupava o topo do pilar cinzento. E lá continuou até pouco depois de a Ucrânia ter conseguido a independência, em 1991.

Agora, o monumento de escadas azuis e amarelas, em Kiev, exibe um tridente, o mesmo que Yaremchuk mostrou no estádio da Luz quando festejou um golo frente ao Ajax. Tomou o lugar de Lenine há pouco tempo. Esse tridente não é só um tridente. Forma letras, e as letras formam a palavra liberdade.

A liberdade tem sido reivindicada, sobretudo desde 2014, aquando da revolta de Maidan, que depôs Viktor Yanukovych, um Presidente visto como uma marioneta de Moscovo.

Daí até 2022, primeiro a Crimeia foi invadida, agora todo o país está sob a ameaça de Putin. O monumento continua a contar a história: a Ucrânia quer ser independente, a Rússia continua a querer ser um império, como nos tempos de Lenine.

TODAS AS REPORTAGENS TSF NA UCRÂNIA

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de