Reportagem TSF. Fragmentos de mísseis espalhados pelas ruas e em parque infantil de Odessa

Uma refinaria e três depósitos de combustível na região de Odessa foram destruídos por mísseis navais e terrestres de alta precisão russos.

Esta manhã, Alexei acordou com o som das explosões no Porto de Odessa. A menos de 500 metros de casa. "Depois ouvi um som... reativo, não sei se eram um míssil ou um avião, não sei exatamente. Nessa altura ouvimos explosões de cisternas", conta à TSF.

Quando percebeu que o ataque tinha terminado, Alexei saiu de casa e encontrou o fragmento de um míssil russo. "Ainda estava quente", descreve. "Felizmente ninguém se aleijou. Estávamos todos escondidos debaixo do chão."

Havia vários fragmentos de mísseis russos espalhados por toda a zona. Alguns num parque infantil, mesmo ali ao lado.

Com ataques ao porto de Odessa em dois dias consecutivos, Alexei não esconde que teme o pior. "Claro que temos medo, acredito que todas as pessoas neste bairro têm muito medo", admite.

O ucraniano conta que os reservatórios já estavam desativados. Mas as versões são contraditórias. Um polícia diz à TSF que o centro pertencente a uma petrolífera russa esteve ativo até ao início da guerra. Ao longo das últimas semanas, foram retirados milhares de litros.

Durante a manhã, foram-se ouvindo várias explosões mais pequenas. As chamas chegaram aos 40 metros de altura, o fumo negro e o cheiro a combustível invadiram a cidade. Os moradores acorreram aos postos de abastecimento, formando longas filas, com medo de que o combustível venha a faltar em breve.

O exército russo já assumiu o ataque realizado este domingo à refinaria na região de Odessa, que supostamente abastecia as tropas ucranianas em Mikolaiv.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE O CONFLITO ENTRE A RÚSSIA E A UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de