Rússia afirma ter destruído seis postos de comando com ataques aéreos

Porta-voz do ministério da Defesa afirma que 210 ucranianos foram mortos por mísseis russos.

O Ministério da Defesa da Rússia afirmou este domingo ter destruído seis postos de comando do exército ucraniano no sábado, três dos quais com mísseis e outros três com ataques da aviação.

"Em resultado dos ataques aéreos, foram aniquilados mais de 210 nacionalistas e destruídas 38 unidades de armamento pesado", afirmou o porta-voz do ministério, Igor Konashenkov.

Referiu ainda que foram destruídos cinco arsenais nas regiões de Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia, e que as armas antiaéreas russas destruíram onze 'drones' ucranianos.

O Ministério da Defesa russo alega ter destruído desde o começo da invasão, em 24 de fevereiro, 174 aviões, 125 helicópteros e 997 'drones' ucranianos.

Os russos reclamam ainda ter destruído 317 sistemas de mísseis antiaéreos, 3.198 tanques e blindados, 408 lançadores de foguetes, 1.622 peças de artilharia e 3.077 veículos militares.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de