Rússia diz que taliban garantem "ordem pública"

Moscovo afirmou que os insurgentes prometeram "garantir a segurança da população local".

A diplomacia russa considerou, esta segunda-feira, que os taliban garantem a "ordem pública" e que a situação no Afeganistão está a estabilizar após a derrota do governo afegão, que levou milhares de pessoas a tentarem fugir do país.

"Os taliban estão a restaurar a ordem pública e confirmaram as garantias de segurança para civis locais e missões diplomáticas. A situação em Cabul e no Afeganistão está a estabilizar", disse o Ministério das Relações Exteriores russo, citado pela AFP.

A Rússia, cujo embaixador se vai encontrar com os taliban na terça-feira, afirmou que os insurgentes prometeram "garantir a segurança da população local", apesar de milhares de afegãos tentarem fugir. Em comunicado, Moscovo confirmou que "estabeleceu contactos com representantes das novas autoridades".

Ao contrário dos países ocidentais, que se apressaram a retirar os seus diplomatas e funcionários do país quando os taliban tomaram o Afeganistão no fim de semana, a Rússia sublinhou que a sua embaixada em Cabul permanecerá aberta.

O embaixador, Dmitri Zhirnov, disse a órgãos de comunicação social russos que os taliban já começaram a monitorizar a embaixada, acrescentando que o seu país reconhecerá o novo governo com base "na conduta das novas autoridades".

Na próxima terça-feira, após a reunião de Zhirnov em Cabul, a Rússia participará numa reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU sobre o Afeganistão. Nos últimos meses o Kremlin estendeu a mão aos taliban e recebeu os seus representantes em Moscovo, em várias ocasiões, durante o mês passado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de