Rússia diz ter destruído reserva de combustível do exército ucraniano

De acordo com Moscovo, o reservatório foi destruído na sequência de um ataque com mísseis de cruzeiro contra os arredores da capital da Ucrânia.

A Rússia anunciou esta sexta-feira a destruição da maior reserva de combustível do exército ucraniano nos arredores de Kiev.

O reservatório, segundo Moscovo, foi destruído na quinta-feira na sequência de um ataque com mísseis de cruzeiro contra os arredores da capital da Ucrânia.

"A maior reserva de carburante que restava ao exército ucraniano e que abastecia uma grande parte das unidades no centro do país" foi destruída, disse o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konachenkov, através de um comunicado.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que causou, entre a população civil, pelo menos 1.035 mortos, incluindo 90 crianças, e 1.650 feridos, dos quais 118 são menores, e provocou a fuga de mais 10 milhões de pessoas, entre as quais 3,70 milhões para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

Segundo as Nações Unidas, cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária na Ucrânia.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de