Russos chegam a Kiev, europeus intensificam sanções e outros destaques TSF

Na sequência do conflito entre a Rússia e a Ucrânia, a UEFA decidiu mudar a final da Liga dos Campeões, que se realiza a 28 de maio, de São Petersburgo para Paris. Já o Grande Prémio da Rússia, de Fórmula 1, foi cancelado e já não se vai realizar em setembro na cidade russa de Sochi.

Depois de mais uma noite marcada por explosões em Kiev, o exército ucraniano admitiu que as tropas russas estão a aproximar-se da capital de nordeste e de leste, tendo sido ouvidos tiros. O conselheiro presidencial ucraniano, Mykhailo Podolyak, revelou a Ucrânia quer paz e está pronta para negociar com a Rússia, incluindo sobre a neutralidade em relação à NATO. A Rússia também está pronta para as negociações com as autoridades ucranianas, mas só se a Ucrânia "depuser as armas".

Num discurso dirigido à nação, visivelmente emocionado, o Presidente ucraniano disse que a Ucrânia está a defender-se sozinha, lamentou que as "forças mais poderosas do mundo estão a observar de longe" e sustentou que as sanções internacionais são insuficientes.

Acompanhe tudo sobre os desenvolvimentos sobre o conflito entre a Rússia e a Ucrânia, aqui:

A União Europeia decidiu alargar a lista de sanções aos restantes membros da Duma e incluir a Bielorrússia no espetro da mais pesada das retaliações diplomáticas. Significa que "além dos 351 membros da Assembleia nacional já listados" vão ser acrescentados os nomes de cerca de uma centena dos restantes parlamentares. A lista adicional de sanções é dirigida a "indivíduos russos que prejudicam a integridade territorial da Ucrânia ou tiram partido da agressão que está em curso".

Ainda esta manhã, a autoridade da aviação civil russa proibiu todos os voos do Reino Unido para e sobre a Rússia como retaliação à proibição britânica da companhia aérea russa Aeroflot no país europeu. O espaço aéreo russo está proibido a todos os aviões "de propriedade, alugados ou operados por qualquer pessoa ligada ao Reino Unido" e àquelas registadas nesse país.

O preço do petróleo Brent voltou aos 100 dólares. António Costa Silva, engenheiro e professor universitário especializado em engenharia de petróleos, alertou que caso a guerra entre a Rússia e a Ucrânia se prolongue, o preço do petróleo pode chegar aos 140 dólares e, nesse sentido, é um barómetro da evolução do conflito. Entrevistado pelo jornalista Fernando Alves na Manhã TSF, Costa Silva argumentou que a Europa nunca enfrentou até agora um desafio energético desta dimensão.

Destaque também para a final da Liga dos Campeões. Na sequência do conflito militar entre a Rússia e a Ucrânia, a UEFA decidiu mudar o evento desportivo de São Petersburgo, na Rússia, para Paris. A par disso, os jogos das competições europeias a serem disputados na Ucrânia ou na Rússia vão passar para terreno neutro.

O Grande Prémio da Rússia, de Fórmula 1, foi cancelado pela Federação Internacional do Automóvel. O evento, marcado para setembro, já não se vai realizar na cidade russa de Sochi. Num curto comunicado, a organização referiu que tem acompanhado os mais recentes desenvolvimentos entre a Rússia e a Ucrânia com "tristeza e choque" e esperam que a situação se "resolva com paz".

Por fim, o sorteio dos oitavos de final da Liga Europa ditou que o FC Porto vai jogar com o Lyon e o SC Braga vai defrontar o Mónaco. A primeira mão do jogo dos azuis e brancos realiza-se a 9 de março, no Estádio do Dragão, no Porto, e a segunda a 17, em Lyon. Já a primeira mão do jogo do SC Braga realiza-se a 10 de março, no Estádio Municipal de Braga, e a segunda a 17, no Mónaco.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de