São Petersburgo regista recorde de mortes em pleno Euro 2020

A cidade registou 107 mortos nas últimas 24 horas.

A segunda maior cidade da Rússia, São Petersburgo, que acolhe na próxima semana um jogo dos quartos de final do Euro 2020, registou este sábado o maior número de mortes por Covid-19 desde o início da pandemia, anunciaram as autoridades.

Segundo os números oficiais, a antiga capital russa registou nas últimas 24 horas 107 mortos, superando pela primeira vez a capital, Moscovo, que tem sido o epicentro da pandemia na Rússia.

A Rússia tem registado um aumento dos casos do coronavírus desde 08 de junho e, em São Petersburgo, o aumento de positivos coincidiu com o campeonato europeu de futebol.

Devido à renúncia de Dublin em virtude da pandemia, a cidade russa acolheu seis jogos da primeira fase, três do Grupo B e outros tantos do Grupo E, o que foi fortemente criticado pelos médicos.

Além disso, São Petersburgo acolherá em 02 de julho um jogo dos quartos de final do torneio.

O governador de São Petersburgo, Alexander Beglov, negou que o futebol seja responsável pelo pico de contágios e responsabilizou os cidadãos que não respeitam as normas sanitárias em espaços públicos.

Adeptos suecos e finlandeses, entre outros, contraíram a Covid-19 durante a sua passagem por São Petersburgo, segundo as autoridades de ambos os países.

A pandemia de Covid-19 provocou, pelo menos 3.903.064 vítimas em todo o mundo, resultantes de mais de 179.931.620 casos de infeção diagnosticados oficialmente, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.081 pessoas e foram confirmados 871.483 casos de infeção, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de