Ataque extremista faz pelo menos 12 mortos na Síria

O ataque com foguetões ocorrido no noroeste da Síria fez, ainda, 15 feridos.

Pelo menos 12 pessoas morreram no domingo, durante um ataque de um grupo extremista, numa aldeia no noroeste da Síria, controlada pelo regime do Presidente Bashar al-Assad, noticiou a agência oficial síria SANA.

De acordo com a SANA, o ataque com foguetes causou 15 feridos.

As autoridades sírias atribuíram o ataque contra a aldeia de Al-Wadihi, a sul de Alepo, ao grupo extremista Hayat Tahrir al-Sham (HTS), ou Organização para a Libertação do Levante, um grupo militante salafista, considerado um antigo braço armado da rede terrorista Al-Qaida na Síria.

O HTS controla a maioria da região de Idlib.

Desde o início da guerra na Síria, em 2011, mais de 370.000 pessoas foram mortas.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados