Sobe para 13 o número de mortos devido a erupção do vulcão na Indonésia

Os residentes de uma dúzia de aldeias tiveram de ir para abrigos e mesquitas para passar a noite. Pelo menos 57 pessoas foram feridas na erupção.

O número de mortos da erupção do vulcão Semeru da Indonésia aumentou de um para 13, disse neste domingo a agência de gestão de catástrofes, numa altura em que os socorristas continuam a revistar a área.

"O número de mortos é agora 13. Os socorristas recuperaram mais corpos", disse o porta-voz da agência Abdul Muhari.

As imagens mostraram uma vasta pluma de fumo cinzento a subir da cratera do vulcão depois das 15h00 locais de sábado desencadeando o pânico entre os residentes das aldeias próximas que fugiram enquanto a área mergulhava na escuridão durante a tarde.

A aldeia de Lumajang estava coberta por uma espessa camada de lava e cinza fria, segundo os repórteres da AFP, e os residentes de uma dúzia de aldeias tiveram de ir para abrigos e mesquitas para passar a noite.

Pelo menos 57 pessoas foram feridas na erupção, 41 das quais sofreram queimaduras, disse a agência de gestão de catástrofes num comunicado.

O Monte Semeru, o pico mais alto de Java, situa-se a 3676 metros. Imagens da agência meteorológica e geofísica da Indonésia mostraram cinzas a cair no Oceano Índico.

A última grande erupção da Semeru foi em dezembro de 2020. Também provocou a fuga de milhares de pessoas e cobriu aldeias inteiras.

A Indonésia situa-se no "Anel de Fogo" do Pacífico, onde o encontro de placas continentais causa uma elevada atividade sísmica. O arquipélago do sudeste asiático tem quase 130 vulcões ativos dentro das suas fronteiras.

No final de 2018, a erupção de um vulcão entre as ilhas de Java e Sumatra provocou um deslizamento de terra subaquática e um tsunami, matando 400 pessoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de