Sobe para 16 o número de mortos pela tempestade Eunice na Europa

Tempestade tem deixado um rasto de destruição e causado perturbações significativas.

A tempestade Eunice continua a varrer o noroeste da Europa este sábado, com fortes rajadas de vento na costa alemã, um balanço de pelo menos 16 mortos e extensos danos materiais, bem como cortes de energia. Formada na Irlanda, a tempestade atravessou na sexta-feira parte do Reino Unido e depois o norte de França, antes de seguir para a Dinamarca e Alemanha, que decretou o alerta vermelho para grande parte do norte do país.

"Existe o risco de rajadas violentas. Fiquem longe de edifícios, árvores, andaimes e linhas de alta tensão. Se possível, evitar estar ao ar livre", alertaram os serviços meteorológicos alemães, chamando também a atenção para o risco de queda de árvores e destruição de telhados.

A tempestade deixou um rasto de destruição e causou perturbações significativas. Centenas de voos foram cancelados e comboios ficaram parados em todo o noroeste da Europa por causa de Eunice, que chegou menos de 48 horas depois da tempestade Dudley, que causou pelo menos seis mortos na Polónia e Alemanha.

Até ao momento, a tempestade Eunice provocou mortes na Polónia, Alemanha, Países Baixos, Inglaterra, Bélgica e Irlanda. Muitas dessas mortes foram causadas por quedas de árvores sobre veículos.

Em Haia, capital dos Países Baixos, dezenas de casas foram evacuadas por perigo de desabamento de uma igreja. A rede ferroviária este encerrada e as ligações entre Amesterdão e Bruxelas foram interrompidas.

As ligações entre Paris e Londres também foram suspensas após vários danos. No Reino Unido, cerca de 400 mil casas continuam sem eletricidade e na Polónia há 1,2 milhões de pessoas na mesma situação, segundo as autoridades locais.

Ventos de quase 200 quilómetros por hora

Em Inglaterra foi registada uma rajada de vento de 196 quilómetros por hora na ilha de Wight. Outras, de 110 quilómetros por hora, registaram-se mais no interior do país, incluindo no aeroporto londrino de Heathrow. O serviço meteorológico britânico emitiu um alerta vermelho - o mais alto - no sul de Gales e sul de Inglaterra, incluindo Londres.

No norte de França, 30 pessoas ficaram feridas em acidentes de viação relacionados com ventos ou queda de materiais. Cerca de 75 mil casas estavam sem eletricidade este sábado de manhã no país e algumas ligações ferroviárias regionais foram interrompidas. Fortes rajadas de vento, juntamente com as marés altas, aumenta o medo de inundações, especialmente porque é esperada chuva forte para sábado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de