Sondagem. Lula da Silva derrotaria Jair Bolsonaro nas presidenciais de 2022

Numa eventual segunda volta, Lula venceria Bolsonaro com uma ampla vantagem, ao reunir 55% dos votos, contra 32% arrecadados pelo líder da extrema-direita brasileira.

O ex-Presidente brasileiro Lula da Silva lidera a corrida eleitoral de 2022 para a Presidência do país e venceria o atual chefe de Estado, Jair Bolsonaro, na segunda volta, segundo uma sondagem do Instituto Datafolha, divulgada esta quinta-feira.

O levantamento, divulgado pelo jornal Folha de S.Paulo, indica que o histórico líder do Partido dos Trabalhadores (PT) alcançaria 41% das intenções de voto na primeira volta, contra 23% de Bolsonaro.

A sondagem apontou ainda como candidatos o ex-ministro e antigo juiz da Lava Jato Sergio Moro com 7% dos votos, o ex-candidato presidencial e antigo ministro Ciro Gomes com 6%, o apresentador de televisão Luciano Huck (4%) e o governador de São Paulo, João Doria, com 3%.

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta e o antigo candidato à Presidência e empresário João Amoedo também figuram na suposta disputa e aparecem empatados com 2% das intenções de voto.

Já numa eventual segunda volta, Lula venceria Bolsonaro com uma ampla vantagem, com 55% dos votos para o 'petista', contra 32% arrecadados pelo líder da extrema-direita brasileira.

Luiz Inácio Lula da Silva receberia assim a maioria dos votos dados a Doria, Ciro e Huck, enquanto o atual chefe de Estado herdaria a maior fatia dos que optaram por Moro.

Esta é a primeira sondagem desde que a justiça anulou as condenações de Lula da Silva no âmbito da operação da Lava Jato, há pouco mais de dois meses, e que lhe restabeleceu os seus direitos políticos.

Além de anular as condenações, o Supremo Tribunal Federal do Brasil também reconheceu que Sergio Moro foi parcial ao condenar Lula da Silva no caso do tríplex de Guarujá, numa nova vitória para o 'petista'.

Apesar de as condenações de Lula terem sido anuladas e de voltar a estar elegível, isso não significa que o antigo Presidente brasileiro tenha sido inocentado, já que os casos serão remetidos para a justiça do Distrito Federal, que os vai reavaliar e pode receber novamente as denúncias e reiniciar os processos anulados.

O levantamento foi feito com 2.071 pessoas, de forma presencial, em 146 municípios, nos dias 11 e 12 de maio, segundo a Folha de S.Paulo. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

A sondagem apontou 9% de votos em branco e nulos e 4% dos brasileiros ouvidos disseram estar indecisos.

Quer Lula, quer Bolsonaro, já admitiram a possibilidade de concorreram às presidenciais de 2022, apesar de ainda não ter confirmado a recandidatura.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de