Supremo Tribunal da Polónia validou resultados de eleições presidenciais

Decisão validou a vitória do ultraconservador Andrzej Duda.

O Supremo Tribunal da Polónia declarou esta segunda-feira válidos os resultados das eleições presidenciais de julho passado, nas quais o ultraconservador Andrzej Duda foi reeleito, apesar dos protestos formais da oposição.

O Supremo Tribunal comunicou a sua decisão após várias consultas à Comissão Nacional de Eleições e ao Ministério Público, tendo analisado um total de 847 alegações, apresentadas por partidos políticos e cidadãos.

Duda, apoiado pelo partido governamental Lei e Justiça, liderado por Jaroslaw Kaczynski, venceu na segunda volta das eleições, realizada em 12 de julho, com 51,03% dos votos, batendo o seu principal rival, Rafal Trzaskowski, do movimento liberal Plataforma Cidadã, que teve 48,97%.

O Plataforma Cidadã alegou a existência de várias irregularidades, como o apoio ilegal do Estado a favor de Duda, tendo denunciado que as eleições não eram justas, junto do Supremo Tribunal e com o apoio de uma parte importante da comunicação social.

A candidatura de Duda foi apoiada pelo partido governamental, a que pertence, embora formalmente a sua militância esteja suspensa desde que assumiu o cargo presidencial, em 2015, de acordo com o princípio de neutralidade política inerente ao cargo.

Duda assumirá um novo mandato como Presidente, em 06 de agosto, perante a Assembleia Nacional.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de