Um "absurdo". Arábia Saudita nega ter pirateado o telemóvel de Jeff Bezos

O telemóvel terá sido pirateado depois de Bezos ter recebido uma mensagem da conta pessoal de Mohammed bin Salman.

Um "absurdo". Foi assim que reagiu a Arábia Saudita perante as alegações de que o príncipe Mohammed bin Salman tenha pirateado o telemóvel do presidente e fundador da Amazon, Jeff Bezos, depois de o empresário ter recebido uma mensagem enviada de um telemóvel usado por bin Salman.

A embaixada do reino nos Estados Unidos alega mesmo que a acusação de que o príncipe está ligado à violação de privacidade é um "absurdo" e exige uma nova investigação.

Uma das acusações que surgiu também em torno da coroa saudita é de que este ato de pirataria estaria relacionado com o assassinato do jornalista do Washington Post Jamal Khashoggi no consulado em Istambul. Isto porque, além de fundador da revendedora online Amazon, Jeff Bezos é também proprietário do jornal.

De acordo com o Guardian , o telemóvel terá sido pirateado depois de Bezos ter recebido uma mensagem da conta pessoal de Mohammed bin Salman. Há mesmo uma investigação que aponta que o dispositivo eletrónico do bilionário terá começado a partilhar secretamente grandes quantidades de dados depois de receber um vídeo do príncipe.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de