Times Square prepara-se para celebrações de Ano Novo limitadas a 15 mil pessoas

Várias empresas já instalaram camiões em redor de Times Square para a transmissão ao vivo do espetáculo.

O setor turístico da popular praça de Times Square, em Nova Iorque, prepara-se para as habituais celebrações de Ano Novo, este ano marcadas pelas restrições resultantes do pico de Covid-19 que limitará o evento a 15 mil pessoas.

A poucos dias de receber 2022, a Times Square Alliance, que centraliza o setor de negócios e teatros, além de organizar este festejo, dava hoje os últimos retoques na famosa bola de vidro que todos os anos desce no centro da praça para marcar o início do novo ano na 'Big Apple'.

O público e a imprensa da cidade testemunharam hoje a instalação de alguns dos 2.668 triângulos de cristal de diferentes tamanhos que compõem a esfera de 5.443 quilos, iluminados por 32.256 lâmpadas 'led' vermelhas, azuis, verdes e brancas que formam um espetro de milhares de tons.

Às 23:59, a esfera começará a descer, como faz desde a sua estreia, em 1907, com a contagem decrescente do público presente e dos milhões de pessoas que seguem esta cerimónia nova-iorquina em todo o mundo.

Várias empresas já instalaram camiões em redor de Times Square para a transmissão ao vivo do espetáculo, enquanto centenas de pessoas, muitas das quais turistas, atravessam a praça para tirar fotos ou se detêm a observar os ecrãs gigantes publicitários, sob vigilância atenta da polícia local.

"Vieram pessoas de todo o mundo, mas menos do que nos outros anos, devido à Covid-19", comentou um trabalhador de Times Square, que há 10 anos distribui informação sobre os autocarros turísticos, enquanto à sua volta os visitantes tiravam fotos com Hulk, Minnie Mouse e outros personagens famosos da praça, aos quais se juntava o Pai Natal.

Tal como acontece todos dos anos, os visitantes da Times Square paravam para escrever em papéis os seus desejos para o ano novo, que servirão de 'confetti' no encerramento dos festejos.

A maioria pediam saúde, dinheiro e amor para 2022.

A celebração de Times Square remonta a 1904, quando o então editor do jornal The New York Times, Adolph Ochs, decidiu organizar, na noite de passagem de ano, um espetáculo de fogo-de-artifício a partir do telhado do edifício daquele diário, para marcar a mudança para a nova redação, prevista para o dia seguinte.

Porém, só três anos depois apareceu, pela primeira vez, a mítica bola, que pesava, então, 317 quilos, tinha um metro e meio de diâmetro e uma centena de lâmpadas brancas acopladas.

Desde então, a esfera tem sido moldada ao longo dos anos com diferentes materiais e iluminações, até atingira a aparência atual, em 2007.

LEIA AQUI TUDO SOBRE A COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de