Tomar um café na companhia de uma alpaca. Uma moda emergente na China

Depois de terem sido obrigados a fechar devido à pandemia, muitos cafés usam animais para tentar atrair clientes.

Os cafés onde os clientes podem brincar com cães e gatos já são comuns na China há vários anos, mas há cada vez mais estabelecimentos com todo o tipo de animais.

Em Xangai, há cafés com patos, guaxinins, cobras, lagartos, tarântulas, porcos, chinchilas e até alpacas. Os funcionários explicam qual a melhor forma de lidar com cada animal e os clientes podem interagir com eles.

Depois, há preocupações específicas: os guaxinins são tão imprevisíveis que nos cafés onde há este tipo de animais não podem ser consumidas bebidas quentes, por exemplo.

Para muitas cafetarias, esta foi uma forma de se reinventarem e atraírem clientes depois de terem sido obrigados a fechar durante o confinamento. Para os zoos, foi uma forma de venderem animais para tentar recuperar o rombo financeiro provocado pela falta de visitantes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de