Traficante de droga condenado à morte escapa de prisão em Jacarta pelos esgotos

O condenado por contrabando de metanfetamina terá planeado a fuga durante cinco a seis meses, e agora conseguiu fugir pelos canos.

Um cidadão chinês, a cumprir pena por tráfico de droga, e condenado à sentença de morte, conseguiu fugir do estabelecimento prisional onde se encontrava, na capital da Indonésia, através do sistema de esgotos.

De acordo com um porta-voz da polícia de Jacarta, Cai Changpan, de 37 anos, cavou um buraco na sua cela, até atingir uma pilha de resíduos, e daí continuou a escavar até encontrar a estrada, conta esta terça-feira o jornal The Guardian.

O condenado por contrabando de metanfetamina terá planeado a fuga durante cinco a seis meses, com o auxílio de ferramentas utilizadas num projeto de construção na cozinha do estabelecimento prisional, contou um companheiro de cela de Cai Changpan.

Esta não é a primeira vez que o cidadão chinês tenta fugir da prisão em Jacarta. Em 2017, o presidiário escavou um buraco na parede da casa de banho para dali escapar para o exterior. Rika Aprianti, porta-voz da direção geral de prisões da Indonésia, revelou que desta vez o traficante, que também usa o nome Cai Ji Fan, planeou a fuga para o horário de troca de turno dos guardas prisionais.

Condenado à morte em 2017 por tráfico de 135 kg de metanfetamina, e depois de uma investigação policial ter detetado 70 kg da substância escondidos em equipamentos de limpeza de galinheiros, Cai Changpan é agora colocado na lista dos mais procurados pelas autoridades.

Recomendadas

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de