"Trégua atrasada, Hamas e Israel continuam ataques"

A pressão internacional e as bombas? As segundas falam para já mais alto em israel e Palestina. A vaga migratória com contronos políticos de Marrocos para Espanha, a variante indiana põe o Reino Unido em alerta.

No diário Israelita Haaretz Israel diz que levou com 3200 roquetes em oito dias, o que dá uma média de 400 ao dia e por isso rejeita a pressão internacional para um cessar-fogo... No Jerusalem Post, faz manchete a frase: "trégua atrasada, conforme o Hamas e Israel continuam ataques"... Os Estados Unidos impediram o Conselho de Segurança das Nações Unidas de emitir uma declaração pedindo o fim da violência israelo-palestiniana ontem segunda-feira, mas Washington não condenou ou mesmo mencionou o Hamas ou os roquetes lançados a partir de Gaza.

No USA Today... "Biden manteve muitas políticas de Trump intactas"... O presidente Joe Biden nunca prometeu uma reversão total da abordagem de Donald Trump ao conflito. Mas criticou muitas das decisões da administração anterior como "destrutivas" e "míopes". Ainda assim, após quatro meses de mandato, Biden deixou muitas das políticas pró-Israel do presidente Donald Trump em vigor - levando à frustração em Washington e no Médio Oriente.

O Le Soir da Bélgica na edição eletrónica, trazia esta noite o testemunho de David Grossman ao La Reppublica de Itália... "O frágil equilíbrio no qual a sociedade israelita se baseia está ameaçado"... E diz mais Grossman, que é um dos maiores escritores israelitas contemporâneos. "A violência entre árabes israelitas e judeus destrói qualquer ideia de coexistência, qualquer esperança de viver lado a lado"...

No britânico Guardian, o aparecimento de uma nova variante coloca o desconfinamento em perigo ... A variante Covid detectada pela primeira vez na Índia torna-se dominante no Reino Unido em poucos dias, disseram especialistas, com o governo e as equipas de saúde a lutar para conter os casos , que aumentaram mais de 75% desde quinta-feira. No Daily Mail, os ministros e parlamentares "tories", isto é, do partido conservador, disseram ontem à noite a Boris Johnson que não aceitariam a extensão das restrições da Covid para proteger os negacionistas das vacinas. Incentivam a prosseguir com a fase final de desbloqueio, mesmo que os cientistas digam que a variante indiana de rápida disseminação representa um risco para o pequeno grupo de anti-vacinas. Um ministro advertiu Boris Johnson que perder o marco de 21 de junho de fim do confinamento poderia tornar-se o "momento Theresa de maio" de Johnson - uma referência ao prazo de Brexit fracassado...

No Libération em França, as lojas estão a reabrir mas a adição está a aproximar-se... a reabertura gradual dos estabelecimentos, que se aguentaram bastante bem graças às ajudas, não significa um regresso ao volume de negócios ... antes da crise. Em breve, os administradores terão que começar a reembolsar os empréstimos garantidos pelo estado.

No Voz da Galiza lemos que o Governo pretende flexibilizar o uso de máscaras no exterior

No ABC... Marrocos desafia a Espanha: milhares de jovens cruzam a fronteira a nado...Mais de cinco mil imigrantes irregulares marroquinos, cerca de 1.500 menores, chegaram ontem a nado a Ceuta... as Forças de Segurança marroquinas assistiram impassivelmente à avalanche humana, a maior vivida pela cidade autónoma. Pelo menos uma pessoa morreu, um homem que se afogou. Tal é o descontrolo que se apoderou de Ceuta na noite de ontem que o Governo espanhol decidiu mobilizar o Exército, nomeadamente as unidades da Legião e Regulares estacionadas na cidade autónoma, para reforçar as forças de segurança no comando de Ceuta. A interpretação de todas as fontes é unânime: Marrocos começou a cobrar ao Governo espanhol a crise diplomática aberta pela chegada a Espanha, em segredo e com falsa identidade, do líder da Frente Polisário, Brahim Ghali, justificada "por razões humanitárias ". Foi tratar-se à Covid-19 num hospital espanhol. Santiago Abascal, líder da Vox diz que vai a Ceuta, e exige que o governo tente substituir aqueles que designa como invasores ... o PP, afirma Pablo Casado o executivo de Pedro Sanchez ou o controle da fronteira, leio também as notícias do ABC

Está também no El País ... A tensão com o Marrocos abre uma crise migratória em Ceuta... O fluxo de ingressos começou de madrugada e continuou ao longo do dia ao longo da praia de Tarajal, ao sul, e pela área de Benzú, ao norte, sem que os agentes marroquinos oferecessem a menor resistência. A magnitude das entradas num único dia é inédita na cidade autónoma e ocorre depois de Rabat saber que o secretário-geral da Frente Polisário, Brahim Ghali, tinha sido internado com falsa identidade, num hospital em Logroño.

Também no El País ... O Chile pune os partidos tradicionais na Convenção Constituinte ... Os chilenos puniram a classe política tradicional e apoiaram candidatos independentes na eleição dos membros da convenção encarregados de redigir uma nova Constituição. A ala direita e o centro-esquerda do presidente Piñera, que se alternam no poder desde 1990, sofreram um forte golpe.

O Gru­po Roths­child pre­ten­de fa­zer in­ves­ti­men­tos no país... manchete do Jornal de Angola... uma das famílias mais ricas e poderosas do mundo, anunciou, ontem, em Paris, a abertura de um escritório em Angola, para ajudar a alavancar o potencial económico do país. É objectivo do Grupo bancário criar mais postos de trabalho e proporcionar prosperidade ao país. O Presidente João Lourenço está em Paris para participar, hoje, na Cimeira França-áfrica, para o financiamento das economias do continente. António Costa também lá está e os dois reúnem-se ao fim da tarde na capital francesa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de