Trump abre corrida de Daytona com voo baixo do Air Force One

Veja os vídeos destes dois momentos que marcaram o fim de semana nos EUA.

O Presidente Donald Trump sobrevoou, no domingo, a pista da corrida Daytona 500 a bordo do imponente Air Force One. Pouco depois, já em terra, arrancou aplausos dos fãs da corrida mais prestigiada do NASCAR ao dar uma volta à pista na sua limusine presidencial, conhecida como "A Besta".

Num esforço claro para reconquistar a confiança do povo norte-americano para as próximas eleições, após ter sido absolvido no julgamento de impeachment, ficaram para o Presidente norte-americano as últimas palavras antes da corrida: "Senhores, liguem os motores!"

Quando os motores já se faziam ecoar no local, Trump voltou para a limusine com a mulher, Melania, e deram uma volta na pista, com os carros de corrida a circular atrás. Nas bancadas, alguns fãs cantaram: "Mais quatro anos."

Pouco depois de começar, a corrida acabou por ser adiada para esta segunda-feira, devido à chuva.

Esta não é a primeira vez que um Presidente participa em eventos da NASCAR. Antes de Trump, Ronald Reagan, George H.W. Bush e George W. Bush também marcaram presença.

Diretor de campanha de Trump publica foto errada do Air Force One

Brad Parscale, diretor de campanha de Donald Trump, quis publicar uma fotografia do imponente avião presidencial que sobrevoou as bancadas da corrida Daytona 500, mas enganou-se e publicou, no Twitter, uma imagem do voo de George W. Bush, captada há 16 anos.

Quando se apercebeu do erro, o diretor de campanha do Presidente norte-americano substituiu a fotografia por uma correta.

"Tenho muitos colegas talentosos a fotografar a Daytona 500 este ano. Infelizmente não estou lá hoje, mas aparentemente ganhei a fotografia da Daytona 500 ainda antes da corrida começar", brincou Brad Parscale, em declarações à CNN.

Outras Notícias

Patrocinado

Apoio de

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de