Ucrânia diz que corredores russos são "imorais", petróleo perto de valor máximo e outros destaques TSF

Esta manhã também tiveram em destaque as queixas de vários contribuintes sobre problemas na inscrição na plataforma de adesão ao programa IVAucher, que permite a utilização dos benefícios AUTOvoucher.

A retirada de civis ucranianos, marcado para a manhã desta segunda-feira, foi novamente interrompida devido à intensificação dos ataques das forças russas na noite deste domingo, com bombardeamentos em cidades do centro, norte e sul da Ucrânia. "A última vaga de ataques com mísseis ocorreu assim que caiu a noite", declarou o conselheiro presidencial Oleksiy Arestovich.

Entretanto, Moscovo propôs um período de cessar-fogo para permitir a abertura de corredores humanitários em Kiev, Mariupol, Kharkiv e Sumy, mas a Ucrânia rejeitou, a propostos Rússia considerando "completamente imoral" corredores para a Rússia e para a Bielorrússia .

Está marcada, para a tarde desta segunda-feira, a terceira ronda de negociações entre a Ucrânia e a Rússia às 16h00 de Kiev (14h00 em Lisboa), na Bielorrússia, anunciou o negociador ucraniano Mykhailo Podoliak na rede social Twitter. Pode acompanhar tudo sobre a reunião e o conflito entre a Rússia e a Ucrânia aqui.

Neste 12.º dia de conflito destacamos a história de Galyna Akhmadzai, uma ucraniana que este sábado, decidiu deixar Kiev e, depois de 20 horas de viagem, chegou à Polónia. Conheça o testemunho completo da ucraniana, aqui.

Em Lviv, na estação de comboios da cidade que ainda escapa aos bombardeamentos russos, existe "uma mistura de sons: música, anúncios, pregões, rodas de malas que raspam no chão e muitas vozes de quem foge", descreve o enviado especial da TSF à Ucrânia, Pedro Cruz. A Reportagem TSF continua na cidade ucraniana, perto da fronteira com a Polónia, onde ainda existe alguma normalidade, "parece que não estamos em guerra. Por momentos até me esqueci", afirmou o pai de uma família sentada na praça principal.

A invasão da Ucrânia por parte da Rússia fez disparar os preços de vários produtos. O preço Brent para entrega em maio subiu, esta segunda-feira, quase 18%, alcançando o valor mais alto desde meados de 2008.

Em Portugal, o preço dos combustíveis também continua a subir. Caso a crise provocada pela guerra entre a Rússia e a Ucrânia se agrave, o Governo não hesitará em tomar mais medidas para travar o impacto da subida, mas, por enquanto, António Mendonça Mendes, secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Fiscais disse, no Fórum TSF, disse que o apoio de 20 euros do Autovoucher durante o mês de março é o "mais adequado".

Durante a manhã desta segunda-feira, chegaram à TSF queixas de contribuintes que não conseguiam inscrever-se na plataforma de adesão ao programa IVAucher, que permite a utilização dos benefícios AUTOvoucher. A situação ocorre num momento em que vários contribuintes procuram aceder à plataforma, depois das mudanças nos descontos permitidos pelo Autovoucher, na sequência da subida dos preços dos combustíveis.

Na sequência da invasão da Rússia à Ucrânia, no Twitter, têm sido vários os apelos para que Elon Musk bloqueie o acesso aos carros da Tesla na Rússia. O fundador da fabricante de automóveis ainda não respondeu ao repto, mas tem deixado várias mensagens de apoio ao povo ucraniano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de