UE apoia "com firmeza" candidatura de Finlândia e Suécia à Aliança

Josep Borrell espera que a NATO seja "capaz de superar" as "objeções levantadas pela Turquia".

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, referiu esta terça-feira estar confiante que a Turquia irá avalizar a entrada da Finlândia e da Suécia na NATO, candidatura que o bloco europeu apoia "com firmeza".

"Sei que a Turquia levantou algumas objeções e espero que a NATO seja capaz de as superar, mas pela minha parte e a do Conselho (da UE) há um apoio firme à adesão", disse o Alto Representante da UE para a Política Externa e de Defesa, em declarações aos jornalistas, à entrada para uma reunião do Conselho de ministros da Defesa dos 27 do bloco comunitário.

O tema do alargamento da NATO aos dois países nórdicos, que decidiram apresentar a candidatura na sequência da invasão da Ucrânia pela Rússia, em 24 de fevereiro, domina a agenda do Conselho de ministros da Defesa da UE, em que Portugal está representado pela titular da pasta, Helena Carreiras.

Josep Borrell salientou ainda que a adesão da Finlândia e da Suécia à Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla inglesa) reforça o bloco europeu e dá-lhe "mais capacidade face a todas as ameaças nas fronteiras".

ACOMPANHE AQUI TUDO SOBRE A GUERRA NA UCRÂNIA

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de