UE quer mais sanções após "atrocidades", falha em radar causa atrasos no aeroporto de Lisboa e outros destaques TSF

A Alemanha e a França defendem que a União Europeia deve considerar novas sanções contra a Rússia, nomeadamente sobre o carvão e o petróleo.

O conflito entre a Rússia e a Ucrânia continua a marcar a atualidade desta segunda-feira. Depois das "atrocidades" relatadas em várias cidades ucranianas, nomeadamente em Bucha, a União Europeia vai começar a preparar, com urgência, novas sanções à Rússia.

Após negar "categoricamente" as acusações de "massacre" e "genocídio" em Bucha, a Rússia convocou uma reunião do Conselho de Segurança da ONU para discutir o que chamou de "provocações odiosas" da Ucrânia.

Na sequência dos massacres a civis após a retirada das tropas da cidade ucraniana de Bucha, a ministra da Defesa da Alemanha, Christine Lambrecht, defende que a União Europeia deve considerar a proibição sobre a importação de gás russo. Também Emmanuel Macron mostrou-se favorável a que a União Europeia decrete novas sanções contra a Rússia, nomeadamente sobre o carvão e o petróleo.

A cidade de Dnipro é atualmente o ponto natural de cruzamento na Ucrânia, em que, quem foge do sul, se encontra com quem foge de Donbass, no leste do país. Este é o caso de Nikolai Biryokov, 65 anos, que saiu de Mariupol após ter perdido a sua casa em março passado, e de Ruslan, de Slavyanka, na região de Donetsk, que não perdeu a casa porque já a tinha perdido em 2014. Leia aqui a reportagem do fotojornalista da Global Imagens, André Luís Alves:

A zona da Ópera, em Odessa, mantém-se "sem marcas de bombardeamento". O enviado especial da TSF à Ucrânia, Rui Polónio, explica que "a Ópera está dentro da zona militar e habitualmente é inacessível aos jornalistas", mas esta segunda-feira foi dada permissão à comunicação social para "constatar que a Ópera não foi atacada". Leia aqui a reportagem:

Kharkiv, Vasylkiv, Mikolaev, Lozova, Maryinka, Heorhiivka, Chumakove, Ochakiv e Odessa. É este o mapa dos bombardeamentos russos na Ucrânia. Depois de um dia baixa intensidade, os ataques de Moscovo voltaram em força no domingo. Leia aqui a reportagem do enviado especial da TSF à Ucrânia:

Las Vegas recebeu, esta madrugada, mais uma edição dos Grammys. Jon Batiste, Olivia Rodrigo e a dupla Silk Sonic conquistaram os prémios mais cobiçados da indústria da música. A noite incluiu também uma intervenção pré-gravada do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, que apelou à solidariedade com a resistência ucraniana à invasão russa.

Já em Lisboa, foi registada uma falha geral no sistema de gestão de tráfego aéreo do aeroporto da capital. O problema provocou atrasos em cadeia nas partidas e nas chegadas, mas a situação já deverá estar resolvida.

Mais de três de dezenas de professores da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, cerca de 10 por cento do total, foram denunciados por assédio moral e sexual. O Diário de Notícias conta que os docentes foram apanhados nas denúncias registadas nos primeiros dias de uma linha criada para receber queixas.

Esta semana arranca com frio em todo o país. O IPMA colocou os distritos de Vila Real, Bragança e Guarda sob aviso amarelo devido à previsão de tempo frio com persistência de valores baixos da temperatura mínima.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de