Uma povoação inteira votar em 32 segundos? Sim, é possivel

A povoação tem apenas oito habitantes motivo pelo qual consegue este recorde. O presidente da Câmara, apesar de brincar com a ideia, gostava mesmo era de ter mais gente a morar na região.

Os oito eleitores da pequena localidade espanhola de Villarroya, na região de La Rioja, votaram este domingo em 32 segundos, batendo o seu recorde anterior de conclusão do processo que há quatro anos foi de mais 10 segundos.

Os habitantes desta povoação organizaram-se mais uma vez e combinaram estar na assembleia de voto meia hora antes da sua abertura às 09h00 (08h00 em Lisboa), de forma a terem tudo pronto para votar em menos de um minuto.

Desta vez, esperaram a abertura em fila, numa ordem pré-estabelecida, para procederem à votação e introduzirem os boletins de voto nas urnas o mais rapidamente possível.

A estratégia permitiu-lhes que todos os nomes do caderno eleitoral tivessem cumprido o seu dever cívico em 32,25 segundos perante os olhares de uma dúzia de jornalistas, familiares de outras cidades e curiosos, segundo a agência espanhola de notícias Efe.

A seguir a terem terminado de votar, a secretária da autarquia telefonou à Junta Eleitoral (Comissão Nacional de Eleições espanhola) para completar oficialmente o processo.

"Apesar de este recorde, que é uma anedota, gostaria que tivéssemos mais gente na povoação e fosse mais difícil votar", disse o presidente da câmara municipal, citado pela Efe, recordando que Villarroya já teve cerca de quinhentos habitantes, muitos deles trabalhadores das minas de carvão que fecharam nos anos 60 do século passado.

Esta povoação faz parte do que é conhecido como "a Espanha vazia", com menos de uma dúzia de habitantes recenseados e cerca de trinta habitações.

As sondagens indicam que os socialistas do PSOE deverão ser os mais votados nas eleições legislativas de hoje em Espanha, mas irão ter ainda mais dificuldade para conseguir os apoios necessários para formar um Governo estável do que na anterior votação.

Seis meses depois da última consulta, as sondagens indicam que o voto está cada vez mais fragmentado, com o PSOE a perder força, a extrema-direita do Vox a subir e um equilíbrio entre os blocos de partidos de esquerda e de direita.

Cerca de 37 milhões espanhóis estão a exercer o seu direito de voto das 09:00 (08:00 em Lisboa) até às 20:00 (19:00) para escolher 350 deputados e 208 senadores das Cortes Gerais.

Assim que as urnas encerrarem, as televisões irão revelar sondagens feitas à boca das urnas durante o dia e a partir das 21:00 (20:00) começarão a sair os resultados das quase 60.000 mesas e mais de 210.000 urnas instaladas em 50 províncias e nas cidades de Ceuta e Melila, no norte de África.

Patrocinado

Apoio de

Patrocinado

Apoio de

Outros Artigos Recomendados