Unicef pede aos G7 que doem vacinas contra a Covid-19 ao programa Covax

A Unicef defende que partilhar imediatamente as doses em excesso é uma medida mínima, essencial e de emergência.

A Unicef pediu esta segunda-feira aos países do G7 que doem vacinas contra a Covid-19 ao programa de partilha de vacinas Covax, depois de a Índia ter parado de exportar vacinas.

A Organização Mundial de Saúde contava com as vacinas da índia para imunizar as populações dos países mais pobres do mundo, mas, devido à grave crise pandémica que o país atravessa, a Índia decidiu conter a exportação de vacinas da AstraZeneca fabricadas em território indiano.

Henrietta Fore, diretora executiva da Unicef, considera que partilhar imediatamente as doses em excesso é uma medida mínima, essencial e de emergência.

Os responsáveis do programa Covax estimam que faltem 140 milhões de doses em maio e 190 milhões em junho face ao previsto.

LEIA TUDO SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG

Patrocinado

Apoio de